APRENDA A CONTROLAR O CIÚMES

Na mitologia grega, o ciúme aparece na história da Deusa Hera que ao matar as amantes (mortais) de Zeus manifestava o seu ciúme pelo medo de perder o poder.
Há quem diga que um pouquinho de ciúme não faz mal a ninguém. Alguns até afirmam que ele apimenta um relacionamento. O problema é quando o “pouquinho” perde a medida e vira uma rotina no namoro, casamento, família e até mesmo nas amizades, fazendo com que as pessoas envolvidas sofram por causa disso.
Os especialistas garantem: ter ciúme é normal! Faz parte da condição humana, portanto, temer a perda quando supostos rivais rondam – intencionalmente ou não – quem amamos.
Mas, mesmo que não chegue a desgastar a convivência, o ciúme bobo às vezes incomoda. E, aí, há iniciativas que ajudam, sim, a mantê-lo sob rédeas curtas!

Em você
1.
O ciúme considerado normal nasce em função de algum fato concreto. Ou seja, quando invade seu espaço: alguém que se insinuou mais para o seu amado, uma olhadela que ele deu na moça que passou. Quando isso acontece, o importante é conversar, sem briga ou cobrança.

2. Ele está com você porque a julga uma boa companheira, pela sua inteligência, beleza, bom humor, carisma… Significa que você tem dezenas de qualidades que o encantam. Não se esqueça disso quando se sentir ameaçada.

3. Não se engane! Ciúme não é prova de amor, mas, sim, pura insegurança.

4. Se você age descontroladamente e vê em cada mulher uma rival, acenda a luzinha vermelha e corra para procurar tratamento.

5. Se coloque no lugar do outro e pense em como se sentiria se fosse tratada com tanta desconfiança, para decidir se vale a pena ou não demonstrar o ciúme nele.

6. Caso note que o parceiro está com ciúme, converse com ele e deixe-o seguro. Revele o quanto o ama! Brinque com a situação, mas sempre tomando o cuidado de valorizá-lo.

7. Se seu companheiro não pode vê-la com um colega abusado, que, de fato, avança o sinal, evite essa pessoa quando estiver acompanhada. Se for alguém do trabalho ou com quem você inevitavelmente tem de se relacionar, saiba se posicionar. Responda com firmeza, dizendo ter namorado/marido.

8. Quando ele implica até com a sua sombra, fique atenta: pode ser ciúme patológico. “Caso sejam apenas namorados, cabe a você ver se ele se trata, se melhora e decidir se é essa companhia que você quer ao seu lado”, aconselha Rita. “Se são casados e vivem assim há anos, cuidado: quem tem esse tipo de personalidade se torna até violento. Converse e proponha buscarem terapia de casal.”

9. Não se prive de ser você mesma, achando que mudar seu estilo de roupa tornará o parceiro menos ciumento. Ele tem de se tratar. “Se você se anular, não ajudará em nada. Se não for a roupa, será o fato de ter olhado para o lado ou a ligação do seu amigo”, diz Marli.

Veja também:

Posts relacionados:

Indique/Compartilhe 4 Comentários

4 respostas a APRENDA A CONTROLAR O CIÚMES

  1. thiago disse:

    legal!!! umas dicas boas
    sinto cuimes quandooo se deve mesmo
    mas homem tem mania
    axoo que ja nasce olhandooo p mulher
    geralmente todos ficam pescoçudos na rua!
    mas se tiver algooo errado espanque

  2. joseane lima disse:

    ♥ciumes demais pode atrapalhar o relacionamento se torna uma coisa sufocante.nao demostre muito ciume pq muitas vezes o homem provoca mais.E pense se ele esta comigo e por que ele gosta de mim,se nao tem outros que pisam em vc .Poiste nha amor propripo e goste mais de voce.bjs♥

  3. soraia disse:

    EU ESTAVA NAMORANDO UM MENINO E MEU IRAM TAMBÉM COMUMA MANINA . AI ELE CONVERSAVA COM A MINHA CUNADA E EU FICADA COM UM SIUME DA PORA, MAIS TO SABENDO CONTROLAR ESSE VICIO QUE SÓ ME FAZ MAL ….

  4. soraia disse:

    MAS TEM VEZ QUE ELE PERCEBE QUE ESTOU MORRENDO DE CIUMES BESTA QUE NÃO TEM NADA A VER E MUITO CHATO DESCONFIAR, DE QUEM VC MAIS GOSTA MAIS PENSANDO BEM SE O HOMEM DESCONFIA DE CIUMES AI QUE ELE PROVOCA AS MULHERES NÃO DESEJO ISSO PRA NIMGÉM BJS…

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>